21 abril 2005

gostava de ciganos.




em

tempos de terras verdes.

tudo luzia às primeiras chuvadas. pastos e trigo nas terras bem lavradas lavavam-lhe os olhos do fumo da fábrica junto à escola.

o pai trabalhara muito e era menos pobre. tinha uma camioneta de trabalho coberta a lona.

normalmente iam os dois, de noite, caminho fora, alentejo adentro.

- vamos pela estrada das fontes, pai?

- tu e a água (sorria). vamos sim.

dessa vez foram todos, os 4 da família. era fim de semana, havia tempo.

zanga familiar (seria alguma das que ainda perduram? não se lembra.) fez com que não parassem em casa dos tios, na vila.

como cheirava bem! tinha chovido pelo caminho, uma daquelas trovoadas que deixam o ar lavado e a terra sensualmente fértil. amava aquele odor a terra, a rapariga.

aproximou-se a noite, até por fim chegar.

-não vamos para o monte acordar os velhotes. deitam-se com as galinhas e nem os avisámos.


- ficamos onde então? - a mãe ou a irmã?


- aqui.

-aqui?! - agora era a irmã. tem a certeza.

falava ele da planície que repousava já sob um manto de estrelas.

- há cobertores, não há? quem não quiser fica na camioneta. eu vou dormir cá fora.

- eu também posso. pai?

- podes pois.

- e os bichos?

- têm mais medo de ti do que tu deles e já estão a dormir.

não, não era verdade. quando o motor parou e todos se calaram. ouviu ela a vida a despertar para uma directa insólita.

nunca imaginara que a noite no campo tivesse tantos sons.

viu um lacrau por perto mas não chamou ninguém. perguntara uma vez ao avô se eram perigosos:

- se os pisares, são. e tu, se te pisarem, que é que fazes?

hoje gosta da noite, mesmo que na cidade. mas aquele silêncio-ruidoso de pequenas vidas não o ouve.


o escorpião? será por lembrar isso que ainda hoje não se deixa pisar?


3 passos

Blogger wind andou...

Muito bom este "conto". A natureza acima de tudo:) E também o não deixar-se pisar... Bonita imagem. bjs

quinta abr 21, 01:20:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

Obrigada wind.

Bjs

:)

quinta abr 21, 02:21:00 da tarde  
Blogger André Ferreira andou...

As primeiras chuvadas ainda não chegaram mas ainda assim nos vales o verde das folhas novas folhas das árvores acalmam os instintos ou antes, dão-lhes novos sentidos.

Não à animal que faça mal que antes não tenha sido ameaçado. Ser pisado(a)? Isso é que não! Era só o que faltava!

Beijos

André

quinta abr 21, 06:59:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home