19 abril 2005





saía a correr da escola à beira tejo na hora das trabalhadoras da c.u.f. , saltava o ribeiro de sangue que corria ao ar livre vindo do matadouro. depois da primeira vez, já não olhava. a ideia de animais a sangrar agoniava-a, apertava-lhe o estômago que ficava como um punho fechado.

atravessava, a correr ainda, os carris dos comboios de mercadorias. barreiro.

tinha 12 anos e pernas compridas que galgavam muros.

porque é que corria?

por nada de terrível ou poético: saltar em branco uma paragem de autocarro sem perder a hora para poupar o dinheiro para uma pastilha elástica das que faziam balão.

- um dia ainda te estampas!

o condutor.

não lhe sorria. ela sorria pouco a pouca gente. atirava-lhe um olhar claro de "ande lá, arranque e cale-se!" e ia sentar-se num lugar vazio.

desta vez sentou-se ao lado um rapaz que via sempre. tinha olhar de "vitelinha mansa". era mais velho, para aí meia dúzia de anos . seguiram em silêncio sem se olhar.

saiu ela primeiro. prendeu-se-lhe o casaco comprido, azul escuro, que a mãe fizera. desceu.

no areal antes de casa meteu a mão no bolso. tinha lá um papel. tirou-o. era uma margem de jornal velho onde se lia:

"estou loucamente apaixonado por ti, madalena!"

leu mais 10 vezes até chegar a casa. depois rasgou-o.

foi a primeira declaração de amor que recebeu.


o rapaz não voltou mais à mesma hora.

- trabalha na fábrica do teu pai. soube e ficou com medo. - disse-lhe uma colega.

- cobarde!

não tentou encontrá-lo nem deixou de correr àquela hora.

a marca da pastilha já não lembra.

recorda bem o sabor excessivamente doce e a textura mole que se agarrava aos dentes, até poder fazer balões.

7 passos

Blogger Vivian Nascimento andou...

Olá querida..
Saudades de vc..
Passo para te deixar um abraço!

Vivian Oliveira
www.meumundobyviv.blogger.com.br

terça abr 19, 05:02:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

Oi Vivian!

Tudo bem?

Saudade. Brif«gadão pela visita.

Bjs.

:)

terça abr 19, 05:06:00 da tarde  
Blogger wind andou...

História algo surpreendente:) bjs

terça abr 19, 05:31:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

e complectamente real, wind.

:)

Bj

terça abr 19, 05:34:00 da tarde  
Blogger José Alexandre Ramos andou...

real... e de uma escrita impecável, sempre. um livro de memórias com estes episódios todos seria de louvar...

terça abr 19, 08:09:00 da tarde  
Blogger paper life andou...

Obrigada José Alexandre, mas não tenho qualidade suficiente para isso. São prazeres que me dou. Já não escrevia há muito tempo. Muito tempo mesmo...

:)

quarta abr 20, 08:53:00 da manhã  
Blogger André Ferreira andou...

Que história tão bonita! Se aos 12 anos tivesse recebido um papel desses tinha-o o lido não 10 mas mil vezes e após essa leitura continuaria espantado e com certeza sem perceber o significado dessa frase! Iria de novo brincar com os legos, jogar ao berlinde ou ao apanha e por esta altura já nem me lembraria de o ter lido!

Beijinhos

quarta abr 20, 10:46:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home