05 maio 2005

CAOS


Letting go...Part I by Sarah Kirby


sou gente mais que aquilo que pensava
sou gente até a dor cortar a carne
até já nem a morte ser um medo
até já nem a vida ser segredo

pois se está tudo aqui à nossa frente

neste caos urdido por nós, gente.

7 passos

Blogger wind andou...

Poema forte! beijos

quinta mai 05, 12:03:00 da tarde  
Blogger Bárbara Vale-Frias andou...

Gostei do poema. E gostei muito da frase escolhida para cabeçalho:

«É um grande privilégio ter vivido uma vida difícil.» Indira Gandhi

Bjs

Cokas

quinta mai 05, 02:21:00 da tarde  
Blogger AleKsandro andou...

É preciso muita força para acreditar que o mundo pode ser um lugar bom para viver...

quinta mai 05, 02:25:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

:)

Concordo. pior é qd parece que a força se esgotou.

:)

quinta mai 05, 05:19:00 da tarde  
Blogger batista filho andou...

“neste caos urdido por nós, gente”
fico a cismar sobre
dor, morte, medo, segredo
“pois se está tudo aqui à nossa frente”

se desses quatro “sentires”
abstrairmos o medo?!

sem sentirmos da morte medo
o medo da dor da morte
ainda existiria?

a dor, filha do medo, sem tal mãe
renasceria, não mais dor
oxalá, alegria!

e com a morte do medo
e o advento da alegria
revelar-se-ia um segredo?!

“pois se está tudo aqui à nossa frente”
“neste caos urdido por nós...”
para o rebrotar da vida, urge a morte da semente!!!

quinta mai 19, 06:14:00 da manhã  
Blogger batista filho andou...

Em tempo: desculpe a indelicadeza de apanhar versos teus sem prévia consulta. Não justifica, mas é que me empolguei.

quinta mai 19, 11:28:00 da manhã  
Blogger paperl life andou...

Nunca ninguém me tinha pedido desculpa por coisa tão bonita.

Não volte a pedir. OK?

Obrigada.

:) Abraço.

M

quinta mai 19, 11:50:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home