22 julho 2005

canção dum velho no fim.

















não hão-de haver mais histórias de Alentejo para contar

estou cansado doem-me os olhos de tanto fumo apanhar

já tenho as pernas doridas de caminhar sem destino

olhando pra lá dos montes como um pobre já sem tino.


que quer ver o que na vida ninguém lhe há-de devolver

pois o Alentejo doirado não sou eu que o volto a ver.

foram-se o trigo e o joio tudo na mesma fornada.

o que levo desta vida é a minha terra queimada!


não me mato que não sou homem dessas cobardias.

volto para onde Deus queira que se acabem os meus dias

ou na soleira da porta, como surdo mudo cego


ou na berma duma estrada olhando o longe, o desterro

que é hoje a terra vermelha cheia de pão para dar

- seca, morta, ó minha terra, aonde quero acabar!



12 passos

Blogger paperl life andou...

Até dia 25 de Deus quiser, aqui ou no escarpado

http://escarpado05.blogspot.com

(o link está lá em cima)

Que fiquem bem, se ainda cá passa alguém! :)

sexta jul 22, 03:17:00 da manhã  
Blogger batista filho andou...

É claro que passa, amiga! E se mais não falo, por ora, é que mais tarde, por cá, passo de novo... que já se vão pra mais de 3 horas da madrugada... e essa "canção dum velho sem fim" merece ser ouvida outras vezes sim!

sexta jul 22, 07:15:00 da manhã  
Anonymous Alexandre andou...

nunca se sabe ao certo quando vai de férias... de qualquer maneira, boas férias, e que descanse muito!
e sim, sempre vai passando por cá muita gente...

sexta jul 22, 12:45:00 da tarde  
Blogger Lumife andou...

Gostaria também de acabar no meu torrão natal e sentir sempre aquela terra quente junto a mim.
Como vês continuamos a visitar-te mesmo quando aqui não te esperamos. Goza um bom fim de semana. Bjs.

sexta jul 22, 12:55:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

Obrigada Batista. Olá lumife até segunda. bjs

Alexandre, eu e a maker e a águia estamos de férisas. Vim cá por este post e só volto ao trabalho na segunda. Aí passo a ter o antigo ip excepto à noite. Mais claro agora?

Bfs para si.

sexta jul 22, 01:18:00 da tarde  
Anonymous Alexandre andou...

pois, dia 25... é já na segunda-feira. ando desfazado da data. compreendi, sim. bom fim de semana então.

sexta jul 22, 05:41:00 da tarde  
Blogger André Ferreira andou...

Depois de tantos anos( 10 anos secalhar não são assim tantos...) longe do Alentejo estou de volta e aqui quero ficar, ainda que com a dor de o ver a ser destruído de dia para dia pela istupidez do Homem (ainda por cima do Alentejano...).

Não se respeitam as árvores, nem a água e dizem sempre que o fazem para que haja progresso, no fim nem pessoas nem água só a fealdade da paisagem destruída!

Ainda esta região é bonita, mas à velocidade a que vejo oliveiras centenárias serem destruídas, `a velocidade a que vejo as construções ilegais espraiarem-se pelos campos, quanto tempo durará esta beleza?

Até segunda

Beijinhos

sexta jul 22, 06:50:00 da tarde  
Blogger wind andou...

Belo poema de "terra":) beijos

sexta jul 22, 09:11:00 da tarde  
Blogger Menina_marota andou...

O Alentejo será eterno... no nosso coração e no Povo que o ama...

Deixo um abraço e bom fim de semana :)

sábado jul 23, 11:33:00 da tarde  
Anonymous batista filho andou...

bom dia! que o seu dia seja superlegal, nesse retorno ao serviço.

domingo jul 24, 11:31:00 da manhã  
Blogger batista filho andou...

:)
só um
:) ...?
é pouco
tão pouquinho...!
:) :)
tá melhorando!
que os nossos
:) :) :)
acendam outros
:) :) :) :)

segunda jul 25, 11:39:00 da manhã  
Blogger paperl life andou...

Olá, Batista, o sempre presente sorriso matinal, ou não!

Bom dia!

Fiquei sem net assim que cheguei o que complicou tudo mas logo logo eu passo pelos outros.

Obrigada pelo seu Bom dia!

E bom dia a quem passar. Volto já.

:) :) :) Bjs

segunda jul 25, 12:27:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home