05 junho 2005

foi lá muito para trás no tempo

era ela miúda. de uma miudez que fazia temer que a pele se rompesse e tombassem os ossos pelo chão.



Rainy Day Girl


lembrou isto agora ao passar pelo adesenhar, senão nem contaria.

para regressar da escola até casa havia uma ladeira íngreme, sem autocarro ainda. era inverno. lembra isso por detestar guarda-chuvas e ter um nesse dia. e galochas. faziam-lhe parecer mais magras as magríssimas pernas. dançavam no cano de borracha.

a subida cansava-a. às vezes fartava-se e deixava a mala para trás para a irmã carregar. claro que dava discussão.

mas nesse dia foi outra a razão, do lado oposto da estrada o choro convulso de um rapaz fê-las olhar.

um homem um burro e um menino da idade dela. o burro carregado o menino também, dizia que não podia mais e o homem, seria pai, o monstro? batia-lhe como se batesse em tudo o que detestava no mundo.

- eu vou lá!

- não vais nada. o homem bate-te a ti também...

não deu tempo à irmã, atravessou a estrada e com o cabo do guarda-chuva e a pontapé agrediu as pernas do homem. era onde lhe chegava...

- deixe-o em paz! devia haver uma protectora das crianças como há uma protectora dos animais!

o homem parou. olhou-a e seguiu pegando o saco do filho que ainda soluçava.

ela tremeu até chegar a casa e poder chorar.

10 passos

Blogger Carlos Barros andou...

a alma das crianças está protegida pela sua iniocência...mas por vezes.....

domingo jun 05, 09:52:00 da tarde  
Blogger paperl life andou...

acho que a minha inocência se identificou com a já perdida do puto do lado de lá da estrada.

domingo jun 05, 10:13:00 da tarde  
Blogger adesenhar andou...

bgdo :-)

sinto-me honrado pela lembrança

mas nunca é demais...

como esta do puto elas continuam a repetir-se...

:-)

segunda jun 06, 12:31:00 da manhã  
Blogger wind andou...

Grande mulher que já eras naquela altura:) bjs

segunda jun 06, 01:05:00 da manhã  
Blogger batista filho andou...

Wind falou exatamente o que pensei ao ler o texto.

segunda jun 06, 01:34:00 da manhã  
Blogger adesenhar andou...

Os putos

imagens que se repetem na minha memória

ao longo de infindáveis anos...

São dolorosamente iguais

Quem não foi vítima de pelo menos uma

agressão!

é uma dureza que ultrapassa a do

diamante.

violento para a vitima

violento para quem assiste

impotente

sem nada poder fazer !

ops

1ª hora passa à velocidade de duas.


:-)


:-)

________________

segunda jun 06, 02:31:00 da manhã  
Anonymous zezinho andou...

Sabes que me questiono sobre a verdadeira idade da inocência?!
De qq forma a agressão é apenas a arma de quem não pode nem sabe argumentar.

segunda jun 06, 10:21:00 da manhã  
Blogger óssóbó andou...

cá estou!
para dizer, apenas, que a sensibilidade escasseia nos embrutecidos da vida...
bj

segunda jun 06, 11:22:00 da manhã  
Blogger paperl life andou...

Benvindo, óssóbó!

Mas os outros? os outros têm "obrigações" para com a beleza da vida.

Bj,

segunda jun 06, 11:52:00 da manhã  
Blogger paperl life andou...

e3squeci de cumprimentar o Zézinho!

Mas no caso das crianças para mim é ABSOLUTAMENTE intolelável e cobarde, aagressão física.

Bj

segunda jun 06, 06:13:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home