15 junho 2005


Nature's Water Tapestry

subitamente, a morte veio à rua

levando-me assim mais um irmão

encontrou-me a sorrir e de alma nua

leve e disposta até a dar-lhe a mão.

6 passos

Blogger wind andou...

Triste:((( bjs

quarta jun 15, 05:52:00 da tarde  
Blogger lunar andou...

muito bonito.
beijo

quarta jun 15, 09:19:00 da tarde  
Blogger batista filho andou...

Algo me escapa, apesar das palavras e idéias estarem muito bem postas...

quinta jun 30, 11:45:00 da manhã  
Blogger paper life andou...

falta-lhe arte poética, so isso.

;)

quinta jun 30, 11:47:00 da manhã  
Blogger batista filho andou...

Não, não é poesia que falta: certamente que não.
O que falta mesmo, da minha parte, é a capacidade de expressar o que senti ao ler essa quadra.

quinta jun 30, 01:47:00 da tarde  
Blogger batista filho andou...

Às vezes não digo o que penso. Enrolo... por medo. Não é que algo me escapasse, é que o tema pode ser complicado... e as palavras nem sempre ajudam. Quando se está de corpo presente, a expressão no rosto, um toque amigo, mesmo os silêncios - ajudam na comunicação. Na realidade, "...a morte veio à rua... encontrou-me a sorrir... disposta até a dar-lhe a mão" - dá margens a várias interpretações. A "morte" (passagem) é algo natural, mas quão complicada é quando provocada, estimulada... Todos nós temos experiências a respeito, e sem querer absolutamente julgar ninguém, sei que quando uma pessoa próxima e querida busca a própria morte, de certa forma, é como se fosse aberta uma porta pela qual as pessoas desse círculo, vez por outra, pensassem e até fizessem o mesmo.

sexta jul 01, 03:18:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home