20 novembro 2005

Na minha rua só há gente séria, acreditem.

a única pessoa que se ri, sou eu.
cheguei já tarde não vou tentar mudar ninguém, mas cá vou rindo que a vida é um minuto e trinta segundos já passaram.

na rua as mulheres andam pouco. só de loja em loja. é lá que o jornal da caserna se lê em alta voz, ou baixa, dependendo isso de quem entra a seguir.

o resto vê-se das varandas dos páteos, por detrás das cortinas ou de porta aberta fingindo varrer.

by Victor Ivanovski.


- ó Tó, ainda você diz que está tudo caro. aquela senhora vem cá à tasquinha buscar comida para a família toda. eu não fazia isso se não fosse sozinha. vive-se bem por cá...

- mas qual senhora? não vi entrar nenhuma.

...dinheiro fácil não dói a gastar.

- ah... mas ela tem marido, ele não dá por nada?

- foi ele que a ensinou e vive dela. de que é que se havia de queixar?

ela, a tal senhora não senhora deve ter sonhado sair dos muros e dos corredores velhos, lendo livros de capa azul, comprados ao Tó.

um dia terá achado sexy aquela maneira de soprar o fumo e as promessas de amor. fugiu de casa.

aprendeu a ser esperada à vez, em recantos e cais.

filipe wiens

um dia amou e deixou nascer um filho. depois teve uma filha do marido, a essa bate.

está gorda e gasta. só o decote e a saia absurdamente curta, dariam o sinal mas, até isso é moda.
ninguém a cumprimenta a não ser eu.

mas eu já disse, não sou séria, nem nunca hei-de ser, gosto de rir.

os corredores continuam velhos, o bairro continua ali e baniu-a.

na minha rua é tudo gente séria.

ah se as pedras que pisamos conseguissem falar!

Dave Adams

5 passos

Blogger Lmatta andou...

Olá
Diziam
"Na minha rua só há gente séria".
E o rapazito da vizinha que anda na droga.
Mas quem sabe tudo mesmo tudo e a Calçada
Porque na tua rua é tudo gente fina
bjks

domingo nov 20, 11:42:00 da tarde  
Blogger calhau rolado andou...

Eu creio que é assim em todas as ruas do nosso país de "bons costumes".

:)

segunda nov 21, 05:21:00 da tarde  
Blogger Manel do Montado andou...

A arte da narrativa prende como uma grilheta. A crueza da descrição não fere mas dá frio, no entanto é absolutamente genial a forma como o fazes.
Sinto-me à janela a observar a montra da vida e sinto-me assim porque és capaz de transmitir a realidade com excelência.
Bjokas e boa semana, ou o que falta dela.

terça nov 22, 12:08:00 da tarde  
Blogger Furão andou...

Continua sempre a cumprimentá-la e nunca sejas séria!!!

Bjs

quarta nov 23, 01:34:00 da manhã  
Blogger adesenhar andou...

:)
bjks

quarta nov 30, 11:21:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home